Tempo

Dia: 20

Mês: Agosto

Ano: 1706

Clima: Claro / Lua Cheia

Temperatura: 31º - 14º

Previsão: Mar agitado.

Seja Nosso Parceiro!

Clique aqui e envie MP para o Aahron!

Fórum grátis


[Cannons] Fargorn

Ir em baixo

[Cannons] Fargorn

Mensagem por James Källin Albion em Seg Dez 31, 2012 10:58 pm




Aahron Neon Golwenvaethor

rei ▬ dinastia golwenvaethor ▬ paladino ▬ cento e doze anos ▬ chris hemsworth ▬ ocupado
Aahron nasceu na família real de Daggorhorn treinado desde cedo pelos melhores mestres entre os elfos, aprendendo as filosofias mais antigas do mundo, convivendo com a natureza, e aprendendo com ela, assim como todos os elfos. O príncipe sempre mostrou muitas qualidades interessantes, é integro com o que aprende a ser certo, seu senso de justiça era notável desde seus primeiros anos, e sua coragem e honra eram dignos de admiração conforme crescia.

Não foi surpresa para ninguém quando entrou para o exercito da cidade élfica, protegendo a sua localização, defendendo seus habitantes de qualquer que fosse o perigo. Principalmente Brigit, uma elfa de beleza estonteante com quem se casou, e teve um filho batizado de Liam. Não muito tempo depois de seu filho nascer, Brigit faleceu, e Aahron se dedicou totalmente ao trabalho deixando o filho Liam aos cuidados da irmã Freya, se tornando um dos melhores guerreiros que o rei, seu pai tinha, e isso dava ao rei Aegnor um orgulho imensurável, embora não fosse o bastante para ceder-lhe a coroa. Não em tempos tão difíceis.

Hallen havia a algum tempo adentrando as florestas de Fargorn. Não sem o conhecimento do rei, é claro, mas como todo elfo sua perspicácia sabia que não era a hora certa para agir. Os humanos sempre foram em maior numero que os elfos, e mesmo que eles estivessem em seu território, perder seus irmãos em um arriscado confronto não estava nos planos do rei. O número de humanos na floresta incomodava a todos, e uma pressão por meio de toda comunidade élfica ficou evidente. Eles queriam que algo fosse feito, e expulsassem os humanos de suas terras, antes que eles destruíssem tudo, como faziam em suas terras, e Aegnor não podia deixar que isso acontecesse na terra sagrada de Daggorhorn.

Ciente disso, Aegnor comissionou sete jovens guerreiros entre os melhores de seu exercito para ir atrás de uma arma tão poderosa que impediria os humanos de Hallen de entrar, assim como evitaria qualquer outra aproximação que pudesse haver no futuro. O Rei de Fargorn sabia que o uso daquele poder era algo arriscado, e que quem o tivesse passaria por muitas dificuldades, a inveja que o poder iria trazer ao seu portador era algo que apenas alguém de coração puro poderia aguentar. Por isso, ele comissionou seu filho Aahron para se juntar aos sete guerreiros, e os mandou para o arquipélago.

No caminho, Aahron, preocupado com o seu pai e Daggorhorn, procurou o Rei James Albion, da qual ele tinha ouvido que governava Etherya com muita sabedoria e prosperidade, e sabia que se havia alguém que pudesse ajuda-lo esse alguém seria ele. Rei James não se negou a ajuda-lo, e logo mandou tropas que se somaram com o exercito élfico, e assim sendo não havia mais nada que Aahron podia fazer ali, a não ser ir atrás da única arma que poderia assegurar a sobrevivência de todos para sempre.

Quando voltou, Aahron trazia consigo não apenas um dragão, mas o dragão mais poderoso de todos. Sua luz e pureza juntamente com sua força foram capazes de salvar todos, sem que uma gota de sangue fosse derramada. Orgulhoso com o sucesso do filho, não por ter terminado com a guerra, mas porque ele sabia que se a natureza com a forma mais pura que existia decidiu confiar nele uma arma tão mortal e poderosa quanto o dragão da luz, ele estava pronto para assumir a liderança de seu povo.

Eileen, uma elfa que ajudou seu pai enquanto esteve fora, chamou a atenção do futuro rei quase de imediato assim que retornou, e não demorou muito para que se casasse com ela. Assim, Aahron foi coroado rei, governando os elfos com justiça e coragem com a segurança de que enquanto o dragão da luz estivesse em seus domínios, nada poderia perturbar a segurança do seu povo e de sua família.




thanks, baby doll @oops!






Eileen Míriel Golwenvaethor

rainha ▬ dinastia golwenvaethor ▬ clériga ▬ cem anos ▬ ashley benson ▬ vaga
Eileen cresceu entre os santuários dedicados às divindades de Gaia, aprendendo como o mundo havia surgido, respeitando e tendo fé num poder tão puro quanto aquele. Devido à imensa sabedoria e plenitude que aquele ambiente passava à alma da jovem, sua vida acabou fixando-se ali, e ela dedicava seu tempo ao monastério sem hesitar.

Sua introdução ao mundo de conhecimento divino foi fácil, e simples, já que sua família vinha de uma longa linhagem de clérigos que em diversos momentos marcaram a história com seus feitos épicos. No entanto, os filhos de Míriel dificilmente encontrariam alguém com tanto talento, poder e pureza quando Eileen. A clériga tinha ideias tão consistentes e justas que assustavam a maioria de seus instrutores, e a forneciam poderes imensuráveis.

Quando a guerra que obrigou o príncipe a ir a procura de um milagre, Eileen não se conformou em sentar e assistir, e decidiu ela mesma a procurar sua ajuda. Usando de sua fé, poder e muita coragem, ela intercedeu pelo seu povo, recorrendo aos deuses, que decidiram ajudar Daggorhorn. Mesmo que o príncipe não tivesse conseguido trazer o dragão, Eileen acreditava que não teriam perdido a guerra, graças aos poderes divinos.

Sua coragem e determinação a renderam fama, o que acarretou à um interesse provindo do príncipe Aahron. Após muito envolvimento entre os dois, consumaram seu sentimento e casaram-se, o que elevou Eileen ao título de Rainha. Não poderia haver para ela mais honra do que se casar com o futuro Rei de seu povo, ainda mais quando aquele homem tinha verdadeiramente tocado seu coração.

A recém-chegada Rainha de Fargorn se provou competente, ajudando o marido a governar com justiça e sabedoria e beneficiando qualquer elfo que estivesse ao seu alcance.





thanks, baby doll @oops!






Freya Angëlla Golwenvaethor

princesa ▬ dinastia golwenvaethor ▬ druida ▬ cento e um anos ▬ amber heard ▬ ocupado
Irmã de Aahron, filha de Aegnor e Yavanna, Freya foi nascida e criada dentro dos portões do palácio élfico. Desde antes de seu nascimento, seu destino fora cuidadosamente traçado, escrito e moldado para que a futura elfa fosse a princesa perfeita. Alguém com quem o povo da cidade de Daggorhorn sempre pudesse recorrer.

Desde nova aprendeu a cuidar dos feridos de batalha, a ouvir os problemas do povo, a acalmar uma multidão enfurecida e alegrar uma festa como ninguém, sendo também uma druida talentosa. É com certeza, uma das figuras mais amadas de Daggorhorn, não só por sua bondade, generosidade e disponibilidade de estar lá para todos que precisavam, mas também pela capacidade de ser uma líder enquanto todos estavam desesperados.

Porém, Freya é mais do que apenas alguém que consola as famílias quando seus homens estão nos campos de batalha. Ela em diversas vezes oferecia seus conselhos referentes a estratégias de guerra, relações entre povos sempre buscando a paz e a segurança de todos os envolvidos. Enquanto Aegnor foi o rei, Freya não passou de uma princesa delicada sem muita ultilidade, mas quando seu irmão voltou, ele viu em sua irmã a conselheira mais prestimosa que se podia ter, afinal ninguém cuida melhor dos seus interesses do que família.





thanks, baby doll @oops!







Alisa Derwin Golwenvaethor

princesa ▬ dinastia golwenvaethor ▬ druida ▬ nove anos ▬ mackenzie foy ▬ vaga
Alisa nasceu em uma manhã de inverno. Dentro da cidade élfica de Daggorhorn, filha do Rei Aahron e da Rainha Eileen, a garota é descendente de uma longa linhagens dos mais poderosos clérigos escolhidos pelos mestres dragões de Gaia. Afilhada do justo Rei James e da sábia druida Freya, Alisa tinha em sua volta os melhores guias para ajuda-la a seguir um caminho cheio de felicidade e prosperidade. E logo cedo, ficou claro de que ela iria precisar de toda ajuda possível.

Alisa era diferente. Especial. Podia prever coisas que aconteceriam em breve, assim como em um futuro distante. A primeira visão, foi aos cinco anos, quando estudava artes com sua tia Freya. A informação dessa visão está registrada em um pergaminho, com desenhos nada reconhecíveis, afinal ela ainda era muito nova para poder retratar com precisão suas visões. Conforme crescia, Alisa tinha visões com cada vez mais frequências, com informações de sua maioria banais como o clima, noticias.. Como também importantes como alguma revolta, ou problema. Quando completou nove anos, teve uma visão que a deixou completamente assustada.

Um homem, em algum aposento real, estava morto. Ela não sabia quem era o homem, nem onde aquele aposento estava. Só estava claro que estava morto porque seus olhos azuis como ela jamais vira estavam vidrados como se olhassem para a garota, só que inteiramente sem vida.

Por mais que seu pai, mãe, tia, famílias e amigos tentassem ajudar a menina a lidar com as informações de sua visão, esse era um fardo que ela teria que levar completamente sozinha.





thanks, baby doll @oops!





Liam Mithrandir Golwenvaethor

príncipe ▬ dinastia golwenvaethor ▬ caçador ▬ cinquenta e cinco anos ▬ liam hemsworth ▬ vago
Liam é o príncipe de Daggorhorn. Filho do Rei Aahron com a falecida Brigit, Liam espera herdar a coroa o mais breve possível. Desde a morte de sua mãe, e o rei passou a se dedicar ao exercito integralmente deixando-o aos cuidados da tia, e o relacionamento do Rei para com seu filho passou a ser um tanto instável.

Criado pela tia, Freya, Liam aprendeu com a druida como andar pela natureza, perceber os mínimos sons, conhecer frutos comestíveis e os letais e toda as regras que um príncipe deveria conhecer para ser um bom líder. No entanto, quanto mais ele aprendia, mais sua insatisfação com o pai crescia. O pai tirou um ser puro como um dragão de seu habitat natural quando a guerra já estava praticamente ganha, por meio da ajuda do Rei James e de Eileen. Considerava o Rei muitas vezes hipócrita e ambicioso discriminando essas ideias pelo reino.

Sua tia Freya, a quem ele amava como mãe, o repreendeu por estar difamando o pai, mas nem sua tia fora capaz de mudar o pensamento do rapaz. Ele cresceu, afastando-se ao máximo da convivência do pai e de sua nova família, passando o tempo pela floresta, treinando com o arco e flecha se tornando um exímio atirador.

Com o conselho de sua tia, o Rei o nomeou chefe da segurança de Daggorhorn, o que fazia dele o membro mais importante do exercito elfo. Isso fez com que ele tivesse que participar mais da casa do Rei, convivendo com sua tia, pai, sua nova irmã Alisa e sua madrasta.

O sentimento que ele tinha pela clériga eram nebulosos, mas sabia que a admirava muito pela sua coragem, bondade e pureza e não conseguia entender como ela havia se interessado pelo seu pai. Embora ele nunca dissesse, nutria pela madrasta um sentimento mais do que familiar, e deseja tê-la ao seu lado quando ele finalmente tirasse o pai do poder.





thanks, baby doll @oops!
avatar
James Källin Albion


Personagem : James

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum