Tempo

Dia: 20

Mês: Agosto

Ano: 1706

Clima: Claro / Lua Cheia

Temperatura: 31º - 14º

Previsão: Mar agitado.

Seja Nosso Parceiro!

Clique aqui e envie MP para o Aahron!

Fórum grátis


[FP] Markl Castagnier

Ir em baixo

[FP] Markl Castagnier

Mensagem por Leonel Castagnier em Qui Jan 17, 2013 11:56 pm


Markl Castagnier


MAX ▬ 18 ▬ MSN
dados

nome . Markl Blackwood Castagnier
apelidos . Marklindo
idade . 22
photoplayer . KimBum
raça . Elfo
classe . Bárbaro
item mágico . None


aparência

Markl tem os traços de uma antiga etnia élfica já extinta. Ninguém sabe ao certo como os genes tão primitivos foram parar no jovem, contudo, a presença de um peculiar semblante é evidente no bárbaro. Possui cabelos negros extremamente lisos, de textura grossa e tamanho mediano. Seus olhos são amendoados em um tom verde-amarelado vibrante e são muito úteis na sedução de algumas jovens. Sua pele é amarelada e seus traços são ligeiramente finos, como de elfos comuns, contudo com o toque característico da etnia já dita.


personalidade

O caráter de Markl foi gerado antes de sua criação. No que era para ser sua infância firmou uma forte iniciativa, planejamento e força de vontade. Havia também um forte desejo de fugir e conhecer o mundo. Com o passar do tempo foi adquirindo novas capacidades e competências como a boa comunicação, questão antes crítica para o oriental. Além de criatividade para lidar com as mais diversas situações em missões.


história

PRIMEIRA LEMBRANÇA, Norte - Deserto de Gumbal.

Era a primeira vez que sentia dor. E a cada pontada sentida em sua barriga pelos chutes dos Orcs, mais próxima a morte parecia estar. O sangue derramado por ele era diluído com facilidade nas areias desérticas. Markl, uma criança de seis anos estava sendo morta por ogros caçadores de aparência tenebrosa. Pareciam dizer que o menino era uma maldição vinda das terras ocidentais, que fazia parte dos seres que poderiam arrancar as almas e destroçar aldeias em segundos.
Contudo, para finalizar a aflição da criança, aproximava-se o que parecia ser o chefe da aldeia orc. Ordenava em uma língua estranha e nojenta para que enjaulassem o moleque em um calabouço.
Aproximadamente três dias após o encarceramento, o líder orc em presença teve o interesse em vistoriar o garoto na prisão. O aspecto de fraco e raquítico em tão pouco tempo apenas aumentava na criança. Não se sabia o motivo da "bondade" ou se havia algum interesse por baixo dos panos da parte do ser nojento, mas um pouco de água e um fruto podre era deixado para o moleque. Após devorar o que lhe foi dado, o ser estranho o apresentou o que parecia ser um protótipo de um mapa. Parecia ser sorte, mas a compreensão e a exposição do que era percebido pode ser muito bem executada por Markl e o ogro parecia extremamente satisfeito com o resultado obtido. Ninguém sabe como uma criança que mal saiu das fraldas conseguia não apenas assimilar fatores de mapas, mas também fazer o planejamento de estratégias para o roubo de outras aldeias através dos mapas.

PERSUASÃO, Noroeste - Deserto de Gumbal.

Markl estava acostumado com a vida no deserto. Possuía um bronzeado peculiar e brilhante, e havia crescido bastante. Estava agora com dez anos e era um jovem deveras esperto e estrategista. Graças a ele, muitas aldeias do norte do deserto foram vencidas pela qual servia. Não havia desenvolvido habilidades apenas com estratégias e mapas, mas já encarava batalhas corpo-a-corpo. Os treinos com clavas eram frequentes e a maestria com o uso das maças era impecável, apesar do desajeito. E então com apenas dez anos já tornava-se um exímio lutador com maças de tamanho quase igual ao seu. O jovem tinha "acesso livre" às terras, sendo um escravo assessor militar do líder da aldeia. Porém, não tratava mais de uma simples aldeia, mas uma próspera vila no meio do deserto.
Em um dia comum, caminhando por um oásis costeiro, observando o oceano, podia perceber possíveis animais, ou seres exageradamente gigantes vindo em direção às terras desérticas. Na realidade o que imaginava aparentar "seres colossais" tratavam-se de dois navios exploradores provenientes de Fargorn. Bravas pessoas, com requinte na forma de andar desembarcavam do navio. Markl estava escondido entre as palmeiras espreitando os passos dos outros elfos. Não pareciam querer guerras, nem ao menos diplomacias. Eles eram observadores e não visavam nada mais que a simples areia do deserto. Quais demônios seriam os motivos de estarem ensacando quilos e quilos da sílica? Em menos de uma hora, após obterem o suficiente quisto, voltavam para os respectivos navios. O jovem de olhos amendoados não hesitou em chamar a atenção dos mesmos. Por mais que tivesse ajudando o líder da vila, os espancamentos frequentes não o satisfaziam de forma alguma. A necessidade de se libertar daquele lugar era clamada no interior do jovem.
Markl se aproximou do último tripulante que ainda não havia embarcado no navio. Apesar de falar a linguagem dos ogros, lembrava em alguma parte de sua memória de uma língua que estava intrínseca a si. Pronunciava sem jeito um clamor de que levassem-no junto à bordo para qualquer que fosse o lugar, com a condição de não ser mais surrado ou castigado sem necessidade. De fato o jovem mais fazia símbolos do que esboçava alguma palavra, mas era com dificuldade compreendido pelo elfo. Os outros não entendiam o que estava a acontecer e desceram do navio para observar o fato. Ora, eles possuíam a mesma orelha pontuda e olhos parecidos com o de Markl. Apesar de ter alguma dessemelhança evidente em certos traços, a comprovação de que eram da mesma raça era tida. Os elfos já ouviram falar de uma secular etnia já obliterada, e quem sabe o jovem não era um elo perdido? Uma "negociação" breve foi feita com o garoto, de que ele serviria durante um prazo limitado de dez anos à família de nome Blackwood. Em troca ganharia educação, moradia e alimentação. Educação era algo que Markl nunca ouvira falar, porém, livrar-se do inferno da escravidão e dos espancamentos em troca do que fosse, de certo valeria à pena.

PLENA AUTONOMIA, Daggorhorn, Fargorn.

Enfim chegava o seu aniversário de vinte anos. Na realidade era apenas um simbolismo para que sua liberdade completa viesse. O dia de seu nascimento foi simbolizado no dia em que conheceu os elfos, no Deserto de Gumbal. Por mais que não possuísse total independência, um sentimento de emancipação completo era essencial para proporcionar uma felicidade completa ao jovem. Nesses dez anos serviu à família Blackwood, nas mais diversas áreas. A confiança destinada a ele era enorme por tratar-se de um homem honesto e com caráter inabalável. A família o considerava um filho e o mesmo de certo considerava aqueles que o criavam como seus pais. Nesse período também pôde ser capaz de gerenciar um tempo destinado ao treino com machados. No reino de Fargorn já se fora o tempo da utilização de clavas ou maças, se é que já foram existentes. Um grande e poderoso machado podia ser utilizado pelo jovem.
Ao obter completa autonomia de qualquer vínculo acordado, decidiu ir em buscas de missões e grandes aventuras, afinal, havia completado seu objetivo para então seguir seu maior sonho - conhecer o mundo.

Credits to Rapture

avatar
Leonel Castagnier


Personagem : Leonel Castagnier
Ficha : CLICA

Ficha do personagem
Raça: Elfos
Level: 1
Experiência: 0/100

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Markl Castagnier

Mensagem por Aahron N. Golwenvaethor em Sex Jan 18, 2013 12:05 am


Ficha Aprovada!


Seja bem-vindo, Max! Quaisquer que sejam suas necessidades no fórum, pode me contatar ou contatar algum membro da staff, via MP, chatbox ou pelo fórum de atendimento. Não deixe de conferir as regras & tutoriais e as tramas, para não se perder no jogo.

Divirta-se!

avatar
Aahron N. Golwenvaethor


Personagem : Aahron
Ficha : Aqui!
Tracker : Aqui!
Relationships : Aqui!

Ver perfil do usuário http://dragons-kingdom.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum